• 50 anos de Um Curso em Milagres

    Comemorando os 50 anos de Um Curso em Milagres

Um Curso em Milagres

Um Curso em Milagres é um curso em forma de livro para o treinamento da mente e não tem vínculo com qualquer religião ou filosofia. Esse Curso nos é apresentado como um sistema de ensino bastante sofisticado numa belíssima obra literária cujo objetivo é entregar-nos um processo para que a prática das suas idéias seja possível.

Saiba Mais

Loja Online

Todos os livros vendidos em nossa loja são selecionados com todo o cuidado, carinho e atenção, com o intuito de proporcionar aos estudantes de UCEM de língua portuguesa meios para compreenderem e praticarem ainda melhor os conceitos em Um Curso em Milagres! Aproveitem a oportunidade!

Visite nossa Loja

Quem Somos

O Grupo Mera é um dos facilitadores de Um Curso em Milagres (UCEM) no Brasil. Nossa empresa nasceu em 2003 e por ela já passaram centenas de alunos em nossos cursos presenciais.

Conheça melhor a empresa

Últimas do Blog

Nunca te aproximes do instante santo depois que tiveres tentado remover todo o medo e todo o ódio da tua mente. Essa é a sua função. Nunca tentes não ver a tua culpa antes de pedir ajuda ao Espírito Santo. Essa é a função Dele. A tua parte consiste apenas em oferecer a Ele um pouco de boa vontade para deixar que Ele remova todo medo e todo ódio, e para seres perdoado. Com a tua pequena fé, unida à Sua compreensão, Ele construirá a tua parte na Expiação e garantirá que tu a cumprirás facilmente. E com Ele construirás uma escada, plantada na sólida rocha da fé que se ergue até o Céu.  E tampouco a usarás para ascender ao Céu sozinho. (UCEM-T-18.5.2)

Nós não somos um e iguais em corpos, mas em mente. E o que Deus criou não pode ser atacado.

A identificação com o ego, corpo, personalidade e um ser separado, faz com que nos percebamos diferentes de nossos irmãos. Diferença requer julgamento que sempre tem que partir de alguém “melhor” sobre alguém “pior”.

Foi dito a ti para não fazer com que o erro seja real, e o caminho para isso é muito simples.  Se queres acreditar no erro, terás que torná-lo real porque ele não é verdadeiro.  Mas a verdade é real em seu próprio direito e para acreditar na verdade, tu não tens que fazer nada.  Compreende que não respondes a nada diretamente, mas à tua interpretação das coisas.  A tua interpretação vem a ser, então, a justificativa para a resposta.  É por isso que analisar os motivos dos outros te é prejudicial. Se decides que alguém está realmente tentando atacar-te, abandonar-te ou escravizar-te, reagirás como se ele, de fato, o tivesse feito, pois fizeste com que o seu erro seja real para ti.  Interpretar o erro é dar-lhe poder e, tendo feito isso, tu não verás a verdade.

(T-12-I.1.1)